Avançar para o conteúdo principal

OLHARES|"Atraso" - BiarooZ



Há dias em que tudo parece fazer sentido; em que tudo se encaixa. Hoje, só poderia dar em "Atraso", o recente disco dos barcelenses BiarooZ.
Composto por 10 temas e lançado numa edição limitada a 500 unidades - ao mesmo tempo que é disponibilizado a título gratuito, "Atraso" é um disco feliz. Não porque seja algo de uma arrebatadora originalidade, mas simplesmente porque é uma experiência feliz; com toda a simplicidade que uma experiência musical realmente feliz pode ter. Há dias, dizia por aqui que atraso é uma "experiência sonora ampla, musicalmente ambiental, flutuante, de electricidade contida"; e que vivia de "uma singeleza encantadora, de um prazer instrumental"; de uma beleza simpaticamente gratuita - sempre no bom sentido. Mas voltando às 10 peças de "Atraso", estas são uma experiência vagueante, prostrada em cenários relaxantes, que a todo o momento se impõem pela sua forte carga ambiental. Na experiência do toque, dos pequenos pormenores, das sonoridades finas e milimetricamente alinhadas, segue-se um roteiro, uma história que corre, sem palavras, fundada apenas num certo mistério - mesmo que a meio, num grito mais eléctrico, quando as guitarras abrem caminho por entre a ficcional melodia da maquinaria e da electrónica, todo o palco estremeça. "Atraso" é isto, uma música com um final feliz; uma música que vê o dia finalmente chegar à noite, em deleite.
É esta a arte de C. Ricardino (guitarra, baixo, programações e teclados), João Coutada (baixo, guitarra e teclados), José Novo (bateria) e João Dias (guitarra, piano e teclados); não vão mudar o mundo - já, é certo, mas que dão outras cores aos nosso dias, isso, dão.
O disco foi produzido por José Arantes e pelos próprios BiarooZ, sendo uma edição da Honeysound - com apoio da Lovers & Lollypops, Oops! e Blogtok.

som Ouvir alguns sons de BiarooZ. Fazer o download gratuito de "Atraso".

capa de Atraso
"Atraso" - BiarooZ (Honysound, 2007)

01 Drops
02 Waleias & Dolfinhos
03 Fuga
04 Lucas
05 Cardeal IV
06 Chalita
07 Pentaratio (gunnera)
08 America
09 Supernova
10 Jazzuzi

tipo Rock/Experimental
sítio www.myspace.com/biarooz
sítio www.honeysound.com
sítio myspace.com/honeysound
sítio www.loversandlollypops.com

Mensagens populares deste blogue

AUDIÇÕESBrilhante Pop 2003
São 3 discos pop, mais à esquerda, mais à direita, mais ao centro, trazem ao microfone 3 excelentes vozes femininas:
"Le Jeu" - Balla (2003/Music Mob/58)

Um disco irresistível.
Fantástica a voz sensual de Sylvie C em mais um lúcido disco de Armando Teixeira, melódico, marcado por ambientes voluptuosos, por uma pop interior, estética e poética.
Imageticamente irresistível, qual bandeira gaulesa a flutuar. Depois de um prometedor e excelente primeiro álbum, "Balla", Armando Teixeira voltou a surpreender as massas melómanas em 2003, com um disco cheio de charme e personalidade, sustentado pelo rigor da electrónica em doses incrivelmente equilibradoras do resultado final. Intemporal.
A elegância proporcionada por este "Le Jeu" é verdadeiramente assombrosa, quer se reine por ambientes pop mais jazzy quer se rume em direcção à "chanson française", este disco atinge o auge principalmente na voz de Sylvie C.
De uma simplicidade rumo…

RECORDAÇÕES|"Anonimato" - Anonimato

A recordação ou o regresso ao Alentejo; o de sempre, aquele do suor, das noites frias de Inverno, da vadiagem...de tudo.
Mas...regressando à música, algum espaço para os Anonimato; fenómeno especialmente regional - e que fenómeno - os Anonimato foram durante os anos de 1990 a 1997 um dos grandes - se não os maiores - embaixadores do pop-rock alentejano - sim, alentejano, neste âmbito até faz sentido. Com dois álbuns editados durante a sua curta carreira, este, o homónimo, traz os temas pelos quais o quarteto bejense mais ficou conhecido e que maior furor fizeram por esse Baixo Alentejo fora: "Sei que não sou" - pois claro, "Gravatas" e "Grão de Amor". Mas porquê? Não sei, senão as recordações que trazem, o que fazem sentir, a agradável textura pop que acompanha boa parte daquelas sinceras palavras lusas; bem medidas, bem sentidas. Depois, ainda há o aroma do Alentejo, também...aqui e ali, além. Liderados por Paulo Ribeiro, autor de um álbum solo em 2002, …
SÍTIO DA QUINZENAFórum Sons
Não é novidade, mas o Fórum Sons é há muito local de encontro de melómanos lusos. É um fórum como qualquer outro, tem é a vantagem de ser frequentado por muita e boa gente.
Grande fórum!

Sítio: www.forumsons.com