<$BlogRSDUrl$>

sexta-feira, dezembro 07, 2007

OLHARES|"Blaupunkt Blues" - António Olaio & João Taborda


Onze anos depois de "LoudCloud" (LUX Records, 1996) e sete após "Sit On My Soul" (LUX Records/NorteSul, 2000), a dupla António Olaio e João Taborda regressa ao firmamento com um novo disco. Não seria obrigatoriamente algo de relevante, não fossem António Olaio e João Taborda aquilo que são - e o que já fizeram; um artista plástico e um investigador científico com uma paixão inabalável pelas coisas da música. E isso vê-se; sente-se.
O novo disco chama-se "Blaupunkt Blues", teve produção de Pedro Renato (Belle Chase Hotel, Azembla's Quartet) e é composto por um conjunto de 15 novas canções. E nem aqui, as novidades seriam particularmente interessantes, não fossem estas, canções no verdadeiro sentido da coisa; pedaços de mensagens sonoramente coloridas, com início, meio e fim, com coração. Como nos vêm habituando, são os diferentes momentos, os diferentes casos e ocasos proporcionados pela diferenciada representação de Olaio, assim como pela desarmante simplicidade da viola de João Taborda, que nos deixa assim - felizes. Enfim, canções com convicção. "Blaupunkt Blues" é um trabalho feito de continuidades; nos objectivos, na forma - não passando despercebido a exploração de algumas atmosferas electrónicas - e essencialmente na qualidade global do registo. E isso, sente-se.
O disco teve edição Lux Records e contou com as participações de Pedro Pinto (Wraygunn, Belle Chase Hotel) na bateria e Pedro Renato no baixo e teclas.

capa de Blaupunkt Blues
"Blaupunkt Blues" - António Olaio & João Taborda (LUX Records, 2007)

01 What makes a home a house?
02 Blaupunkt blues
03 Red rainbows
04 Poetry
05 Ritz
06 The phone in my ear
07 Twins
08 20 years in a plane
09 Sailing to Bermuda triangle
10 Invisible
11 Pictures are not movies
12 If I wasn?t an artist
13 My feet are killing me
14 Under the stars
15 Sleepwalker

tipo Alternativo
sítio www.myspace.com/luxrecord

Etiquetas: ,

ARQUIVO

This page is powered by Blogger. Isn't yours?