Avançar para o conteúdo principal

NOVOS SONS|Kyoto



Eles dizem: "sem qualquer conotação política ou ecológica, simplesmente… Kyoto" (1). Nós, atentos, limitamo-nos a ouvir.
Na verdade, é mais uma interessante proposta rock - cantada - a nascer ali para os lados do Oeste. Os Kyoto nasceram em 2004, em Leiria, e são compostos por Nuno “Rancho” Jerónimo (voz e guitarra), Tiago Domingos (bateria), Marco Varalonga (baixo) e Micael “Micas” Maldonado (guitarra). Com uma maqueta gravada já este ano - no Blue Phase Studios, os Kyoto brindam-nos com um rock eléctrico, suado, pensado de um forma interessante, ora na sua vontade de rasgar caminhos, ferozmente, ora na subtileza de uma ideia diferente, mais serena. No fim, fica uma ideia interessante a seguir nos próximos tempos.
Simplesmente, Kyoto.

som Ouvir alguns sons de Kyoto.

imagem promo de Kyoto

tipo Rock/Indie
sítio kyototheband.com

Mensagens populares deste blogue

AUDIÇÕESBrilhante Pop 2003
São 3 discos pop, mais à esquerda, mais à direita, mais ao centro, trazem ao microfone 3 excelentes vozes femininas:
"Le Jeu" - Balla (2003/Music Mob/58)

Um disco irresistível.
Fantástica a voz sensual de Sylvie C em mais um lúcido disco de Armando Teixeira, melódico, marcado por ambientes voluptuosos, por uma pop interior, estética e poética.
Imageticamente irresistível, qual bandeira gaulesa a flutuar. Depois de um prometedor e excelente primeiro álbum, "Balla", Armando Teixeira voltou a surpreender as massas melómanas em 2003, com um disco cheio de charme e personalidade, sustentado pelo rigor da electrónica em doses incrivelmente equilibradoras do resultado final. Intemporal.
A elegância proporcionada por este "Le Jeu" é verdadeiramente assombrosa, quer se reine por ambientes pop mais jazzy quer se rume em direcção à "chanson française", este disco atinge o auge principalmente na voz de Sylvie C.
De uma simplicidade rumo…

SÍTIOS|On-Line Music Distributors

Não se pode ignorar...
Com a implantação da Internet e principalmente com a generalização do acesso por banda larga, não só os músicos independentes ganharam uma nova forma de divulgar a sua música - para alguns é e será mesmo a única, como promotores e público em geral ganhou uma nova forma de a consumir - nova e gratuita. Com o aparecimento das On-Line Music Distributors (OMD), ou semelhantes, muitos músicos tiveram a oportunidade de largar em definitivo a solidão dos seus quartos e garagens e mostrar as suas criações a um mundo cada vez maior. À falta de palco, grande parte da comunidade musical independente ganhou efectivamente uma nova forma de exposição - barata, global e às vezes eficiente. As OMD (e semelhantes) têm servido nos últimos anos para divulgar centenas e centenas de artistas, sendo hoje, um fenómeno em extraordinária expansão; tão grande que chega a ver a razão da sua existência desvirtuada e aproveitada por artistas já consagrados; veja-se o exemplo do último álbum …

SECÇÃO MP3|"Sansão Foi Enganado" - Bunnyranch

"Sansão Foi Enganado", agora pelos Bunnyranch...mais de 40 anos depois!
Já por aqui se falou em "Sansão Foi Enganado" de Zeca do Rock, conhecido por ter sido o primeiro yeah gravado da música portuguesa, lembram-se? Muito bem, Henrique Amaro convidou os Bunnyranch a recriar o tema e estes, aceitaram.
O resultado? É rock'n'roll pois então.
É mesmo o grande destaque de hoje!

Download deste momento único: "Sansão Foi Enganado" pelos Bunnyranch.


Rock'n'Roll
www.myspace.com/bunnyranchspace