Avançar para o conteúdo principal

MAQUETA|"Morning Wood" - Moe's Implosion



Entre a invenção e a diversão...
...é esta a maior distância que se sente após a audição de "Morning Wood", segunda maqueta dos Moe's Implosion - após a inicial "Incipit". Composto por um jovem e irreverente quinteto do Montijo, João Sancho - voz, Ricardo Salvador - guitarra, Frederico Severo - baixo, João Camejo - guitarra - e Tropa - bateria, formado em 2004, os Moe´s Implosion parecem estar ocupados em fazer bem o que fazem. Não é a ideia de fuga às influências visíveis que os aflige, é antes o ter a certeza que estão a correr para o lado certo. Daqui a pergunta que se impõe: Mas fazem-no bem? Claro que sim!
Não primando por uma extraordinária originalidade - ainda que se note um esforço nesse sentido, o grupo força positivamente o espírito de uma fusão enérgica entre o rock, o punk e muito, muito funk - está lá, toda a raiz alternativa dos Moe's Implosion. É aqui que entra toda a diversão. Numa postura franca, aberta, o grupo montijense tem nestes cinco temas uma amostra de todo seu potencial festivo - a confirmar ao vivo; toda a energia, uma ideia de liberdade e sinceridade criativa, pode já ser sentida em "Morning Wood". Não é um registo definitivo - não parece, mas também nunca o é, o que parece é que os Moe's Implosion estão no caminho certo...
...o tempo fará com que se pareçam cada vez mais consigo mesmos. Sem dúvida.

som Ouvir a maqueta dos Moe's Implosion.

capa de lobo
"Morning Wood" - Moe's Implosion (2007)

01 Morning Wood (Intro)
02 Fat Phony Chicks
03 Funky Bees And Funky Things
04 Something For All You Misters
05 Be Quick

tipo Funk/Punk
e-mail moesimplosion@gmail.com

Mensagens populares deste blogue

AUDIÇÕESBrilhante Pop 2003
São 3 discos pop, mais à esquerda, mais à direita, mais ao centro, trazem ao microfone 3 excelentes vozes femininas:
"Le Jeu" - Balla (2003/Music Mob/58)

Um disco irresistível.
Fantástica a voz sensual de Sylvie C em mais um lúcido disco de Armando Teixeira, melódico, marcado por ambientes voluptuosos, por uma pop interior, estética e poética.
Imageticamente irresistível, qual bandeira gaulesa a flutuar. Depois de um prometedor e excelente primeiro álbum, "Balla", Armando Teixeira voltou a surpreender as massas melómanas em 2003, com um disco cheio de charme e personalidade, sustentado pelo rigor da electrónica em doses incrivelmente equilibradoras do resultado final. Intemporal.
A elegância proporcionada por este "Le Jeu" é verdadeiramente assombrosa, quer se reine por ambientes pop mais jazzy quer se rume em direcção à "chanson française", este disco atinge o auge principalmente na voz de Sylvie C.
De uma simplicidade rumo…
SÍTIO DA QUINZENAFórum Sons
Não é novidade, mas o Fórum Sons é há muito local de encontro de melómanos lusos. É um fórum como qualquer outro, tem é a vantagem de ser frequentado por muita e boa gente.
Grande fórum!

Sítio: www.forumsons.com

AVISOS À NAVEGAÇÃO|...

ACTUALIZAÇÃO:

Bem, talvez noutro local...

------>

E se vos dissesse que amanhã o http://atrompa.blogspot.com já não terá movimento; e depois de amanhã também não; e depois, depois de amanhã também não; enfim, talvez nunca mais?

Pior, hoje não vai haver muito mais do que isto!