Avançar para o conteúdo principal

OLHARES|"" - Fat Freddy


Era uma vez...
A história fala de uma fanfarra opiácea encostada às boxes ("Fanfarras de Ópio", 2003). No entanto, o presente refere uma banda sonora típica para um filme mais ou menos sangrento - agitado - filmado algures pela feira popular lisboeta - na velha feira popular, entre o algodão doce e os carrosséis. Guião: as pessoas, os carros lá fora - ou cá dentro - a gincana por entre a multidão, o suor, o olhar desconfiado cravado afincadamente para um lado e para o outro...a banda sonora típica para um filme - mais ou menos - sangrento e agitado filmado algures na feira popular, na baixa lisboeta ao fim-de-semana (de dia e de Verão), na Albufeira dos camones, na ribeira tripeira, enfim, em qualquer sítio onde a vibração do dia e da noite estale...mesmo. Como qualquer banda sonora que se preze, "" deveria ser capaz de ajudar a criar/colorir as atmosferas às quais pretende dar vida - inequivocamente. É. "" não é nenhuma banda sonora mas é um disco vivo, um disco feito de atmosferas várias, quase sempre em transe...por terra, no espaço, em imersão...
É esta a nova viagem por onde o feroz e maquinal duo composto por Guedes Ferreira (programação, guitarra, samples e vídeo) e Nuno Oliveira (bateria) nos parece querer levar; o caminho feroz da trepidação constante, da sólida bateria, da crepitante guitarra e de uma electrónica controladora, massificadora, torturadora. Tudo parece um filme; "" ocupa o palco, dá cor a todos os cenários desta película feita a um ritmo louco e de uma energia quase inesgotável. É rock instrumental, experimental, sideral...igualmente bom para o bailarico...
...pois, o esqueleto. O apelo é incrível e o balanço é viciante não sendo possível qualquer estado de quietude; apenas o irrequieto pode viver em nós.
São nove temas originais aos quais se junta ainda uma versão de "The Model" dos Kraftwerk.
Não descobriram a roda - pois não, mas que a rolam, rebolam...lançamento a 30 de Outubro!

Ouvir alguns sons de Fat Freddy.


"" - Fat Freddy (Cobra Discos, 2006)

Experimental/Rock
www.fatfreddy.pt.to
fatfreddy.mail@gmail.com

Mensagens populares deste blogue

AUDIÇÕESBrilhante Pop 2003
São 3 discos pop, mais à esquerda, mais à direita, mais ao centro, trazem ao microfone 3 excelentes vozes femininas:
"Le Jeu" - Balla (2003/Music Mob/58)

Um disco irresistível.
Fantástica a voz sensual de Sylvie C em mais um lúcido disco de Armando Teixeira, melódico, marcado por ambientes voluptuosos, por uma pop interior, estética e poética.
Imageticamente irresistível, qual bandeira gaulesa a flutuar. Depois de um prometedor e excelente primeiro álbum, "Balla", Armando Teixeira voltou a surpreender as massas melómanas em 2003, com um disco cheio de charme e personalidade, sustentado pelo rigor da electrónica em doses incrivelmente equilibradoras do resultado final. Intemporal.
A elegância proporcionada por este "Le Jeu" é verdadeiramente assombrosa, quer se reine por ambientes pop mais jazzy quer se rume em direcção à "chanson française", este disco atinge o auge principalmente na voz de Sylvie C.
De uma simplicidade rumo…

SECÇÃO MP3|"Sansão Foi Enganado" - Bunnyranch

"Sansão Foi Enganado", agora pelos Bunnyranch...mais de 40 anos depois!
Já por aqui se falou em "Sansão Foi Enganado" de Zeca do Rock, conhecido por ter sido o primeiro yeah gravado da música portuguesa, lembram-se? Muito bem, Henrique Amaro convidou os Bunnyranch a recriar o tema e estes, aceitaram.
O resultado? É rock'n'roll pois então.
É mesmo o grande destaque de hoje!

Download deste momento único: "Sansão Foi Enganado" pelos Bunnyranch.


Rock'n'Roll
www.myspace.com/bunnyranchspace

MYSPACE SONS|Qwentin+The Firstborn+Vespa

São três propostas tão diferentes quão interessantes...
> Qwentin



Não é apenas um projecto musical. Apresentado há dias o seu espectáculo de música, vídeo e performance teatral, “Homem-Tudo” (envolvendo um grupo alargado de pessoas), Qwentin configuram-se efectivamente como uma grande surpresa. Surpresa? Não tanto assim, pensando bem, há algum tempo que o nome da banda vai sendo referenciado por alguns cantos. Com vários temas on-line, é possível absorver desde já toda a energia, arte e originalidade que o grupo do Cartaxo tem para nos oferecer.
Eminentemente teatral, eminente prazer...outra forma de um rock alternativo, a experimentar, absolutamente. Ouvir. Aqui há ainda mais.

> The Firstborn



Surpreendente. Indubitavelmente um dos melhores álbuns do metal luso em 2005, “The Unclenching of Fists” é uma experiência abismal, quase religiosa - de conceito baseado no livro tibetano “Book of the Dead”. Muito para além da experiência musical extrema que é, “The Unclenching of Fists” é pos…